Porque devemos armazenar alguma comida de longa duração?

A alimentação é um dos bens essenciais para a sobrevivência.

Numa situação de emergência ou após uma catástrofe, os locais de habituais de abastecimento provavelmente não estarão a funcionar. Mesmo que estejam abertos, rapidamente irão esgotar  os seus produtos mais importantes.

Sabemos também que, sem comida e bens essenciais, se inicia a corrida desenfreada aos locais de abastecimento, as filas intermináveis e, rapidamente se instala o pânico e o desespero nas comunidades.
Não é difícil encontrar vários exemplos deste comportamento, desde o hemisfério norte ao hemisfério sul, em países desenvolvidos ou em desenvolvimento.
Por isso, armazenar alguns alimentos de emergência básicos, de longa duração, para si e para a sua família, por forma a fazer face aos primeiros dias de crise, é uma medida de segurança útil, fácil de realizar e não é dispendiosa.

Sugerimos que elabore uma lista de comida de emergência suficiente para um período de uma a duas semanas.
O mais importante será organizar com critérios bem definidos e tendo em conta o número de pessoas do seu agregado familiar.

  • Água

O mais importante nessa lista é a água potável: No mínimo, cerca de dois litros por dia e por pessoa. É possível sobreviver algumas semanas sem comida, mas apenas quatro dias sem líquidos. Nos cenários de crise atuais, um eventual corte no fornecimento de água, ou água contaminada é cada vez mais uma opção a ter em conta.

  • Alimentos enlatados

Os alimentos enlatados têm, em regra, uma grande longevidade. São fáceis de utilizar e de consumir, portanto ideais para armazenar durante uma emergência, Conservas, feijão, frutas, legumes, sopas e carnes e alimentos como açúcar, sal, pimenta e café instantâneo .

  • Alimentos de alta energia

Guarde alimentos com alto teor energético, como frutos secos, manteiga, doces geleias e chocolates, nozes, barras de proteína e barras de granola . São ricos em calorias, tornando-os fontes de energia útil em caso de uma emergência.

  • Grãos

Os grãos, como arroz, trigo, farinha e farinha de milho podem ser armazenados por longos períodos de tempo . Guarde estes tipos de itens, bem fechados em local fresco e seco.

  • Alimentos de “juntar água”

Pense em alimentos que possa comer apenas por adição de água. Por exemplo: aveia instantânea , leite em pó , misturas de bebidas em pó, sopas secas e flocos de batata. São económicos, ocupam pouco espaço e muito fáceis de confeccionar.

Veja também algumas dicas sobre:
como armazenar comida sem frigorífico.

Mochilas de Sobrevivência

0