A erupção do Vesúvio em 79 foi uma das mais conhecidas e catastróficas erupções vulcânicas de todos os tempos. A explosão que destruiu cinco cidades na Baía de Nápoles, entre elas Pompeia, na Itália.

A lava quente cobriu as cidades com uma camada de dois metros de espessura. Em seguida, o vulcão lançou cinzas e pedras que formaram outra camada de dez a quinze metros. Entre 20 mil e 30 mil habitantes morreram sufocados pelas cinzas ou sob os tetos das casas que desabavam.

A cidade ficou coberta por cinzas vulcânicas corrosivas, fumo e chuva de rochas causando a morte de centenas de pessoas, as quais permaneceram solidificadas ao longo dos anos.

Com 1220 metros de altura, o Vesúvio não entra em erupção desde 1944. Em 1968, chegou a entrar em atividade, mas não expeliu lava. Especialistas acreditas que se entrar em atividade novamente mataria milhões de pessoas em apenas alguns minutos. Em 1995, o governo italiano traçou um plano de emergência para o caso de o Vesúvio voltar a entrar em atividade. O principal objecito do plano é evacuar 700 mil pessoas que moram nas áreas de maior risco num período de sete dias.

0