O objectivo deste pequeno teste é tentar descobrir algumas fragilidades e vulnerabilidades do seu plano familiar de emergência. Desta forma, é possível praticar e fazer alguns ajustamentos e melhorias.

Poderá ter de usar alguma criatividade para convencer a sua família a participar. O segredo é tornar o exercício agradável e divertido.

Mas não se esqueça de aprender o mais possível e retirar algumas conclusões. Aproveite o fim-de-semana ou um feriado, e mantenha o teste de stress ativo, pelo menos 24 horas seguidas.

Faça o seguinte:

  1. Desligue o quadro elétrico da sua casa e remova as baterias dos telemóveis e tablets. Se tiver se deixar o frigorífico ligado, não o utilize.
  2. Simule que não há fornecimento de água canalizada. Sempre que usar água na casa de banho ou na cozinha, encha e utilize garrafões de água. Não se esqueça de anotar quantos garrafões vai enchendo e usando ao longo das 24 horas. Desta forma terá uma perceção dos litros de água necessários para si e para a sua família.
  3. Desligue também o fornecimento de gás. Num episódio catastrófico, a probabilidade de ficar sem eletricidade, água e gás é relativamente elevada. Verifique a rapidez com que se esgotam os alimentos que não precisam ser cozinhados.
  4. Simule que todos os seus vizinhos se encontram numa situação semelhante.
  5. Faça a gestão do tempo. Sem eletricidade, o relógio parece abrandar um pouco e as atividades terão de ser um pouco diferentes.

Desta forma, terá uma perspetiva do que será o “day after” após um colapso generalizado. Vão ficar expostas algumas fragilidades e poderá identificar quais as áreas que necessitam ser melhoradas. Dê especial atenção às questões da alimentação, iluminação, higiene e segurança. Ficará também com uma visão do stock permanente necessário para a sua família, pelo menos para as primeiras 24 horas.

Anote quais as reclamações mais frequentes dos seus familiares durante este período por forma a criar alternativas ou compensações.

Após esta simulação de 24 horas, coloque a si próprio as seguintes questões:

  1. Como seria se estivesse nesta situação durante 2 semanas? Ou 2 meses?
  2. Quanto tempo necessito para preparar uma refeição para a minha família, sem recorrer ao fogão ou ao micro-ondas?
  3. O meu armazenamento de água dura quanto tempo?
  4. A iluminação de emergência, pilhas e outros artigos são suficientes?
  5. Como poderei garantir a segurança da minha família numa situação deste tipo?

Naturalmente que, após alguma reflexão, muitas outras questões poderão surgir. Ainda bem. Significa que o exercício foi eficaz.

Tem alguma dúvida?

Poderá tirar a sua dúvida aqui. Responderemos assim que possível.

0